PROJETOS

COMPETE.png

Designação do projeto |ReinventO - Reinvent the way we build custom made Orthosis
Código do projeto |POCI-01-0247-FEDER-040021 
Objetivo principal| Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Região de intervenção |Cantanhede
Entidades Beneficiárias|     CODI – Comércio Design Industrial, Lda.
   Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais
   DigiWest – Wireless and Embedded Solutions, Lda.
   AmCubed, Lda.
   Faculdade Motricidade Humana
   Instituto Politécnico de Leiria (CDRSP)

Custo total elegível | 1.093.073,83 EUR
Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 654.827,26 EUR

Objetivos da operação
O projeto ReinventO – Reinvent the way we build custom made Orthosis, representado por um consórcio multidisciplinar, surge com o objetivo de implementar uma nova estratégia para a produção de ortóteses personalizadas in situ.
No âmbito do projeto pretende-se desenvolver um sistema para a captura, modelação e impressão de ortóteses sem necessidade de um utilizador especializado em CAD/CAM, para utilização em ambiente clínico (clínicas, centros de reabilitação, etc.) e industrial. O novo sistema de fabrico de ortóteses reinventado, para utilização em contexto médico, permitirá a produção de ortóteses, através da utilização de um novo sistema de captura one shot a 360º, tecnologia de fabrico aditivo e um software inovador adaptado às necessidades dos clínicos e técnicos de saúde.
Este sistema inovador será user friendly e plug and play com uma interface gráfica simples e intuitiva para um fácil manuseamento de todos os sistemas. As funcionalidades do equipamento ReinventO irão proporcionar ao profissional de saúde a obtenção de ortóteses de uma forma personalizada, sustentada, simplificada e rápida, com uma intervenção reduzida do utilizador durante o processo de produção.

COMPETE.png

Designação do projeto |StrokeTherapy: Plataformas terapêuticas para acidentes vasculares cerebrais  
Código do projeto |POCI-01-0247-FEDER-003386 
Objetivo principal| Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Região de intervenção |Cantanhede


Entidades Beneficiárias| Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais  Stemlab S.A 
   Universidade de Coimbra

 

Custo total elegível | 743.794,56 EUR
Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 541.408,06 

 

Objetivos da operação
O presente projeto pretende criar uma plataforma terapêutica inovadora para pacientes com AVC.

Do ponto de vista técnico-científico, tem dois objetivos principiais: 
   Objetivo 1: Avaliar o efeito terapêutico de células CD34⁺ isoladas da medula óssea de pacientes com AVC na fase aguda e sub-aguda e transplantadas por cateterização no cérebro;
   Objetivo 2: Avaliar o efeito terapêutico de exosomas secretados por células mononucleares isoladas do sangue do cordão umbilical em modelos animais de AVC. 

Desde logo o projeto tem dois objetivos com maturidades diferentes mas interligados: o Objetivo 1 que pretende realizar um ensaio piloto com pacientes em fase aguda ou subaguda utilizando-se uma terapia celular; e o Objetivo 2 mais exploratório, de maior inovação, que pretende explorar o potencial terapêutico de uma abordagem não celular baseada em vesículas (exosomas) secretadas por células. A razão para se explorar esta plataforma terapêutica prende-se com o facto de os exosomas serem um dos componentes mais importantes do efeito parácrino de células CD34⁺.

Projeto “Literacia em Saúde do CMRRC-RP”

 

Segundo o Despacho 1400-A/2015 de 10 de fevereiro - Plano Nacional para a Segurança dos Doentes 2015-2020, é de elevada importância a realização de ações de informação transparente ao cidadão e aumento da sua capacitação, com o intuito de melhorar a cultura de segurança dos doentes que contactam com Unidades de Saúde integradas no Serviço Nacional de Saúde. 

Assim, este projeto será uma continuidade da ação da CQS na promoção da Literacia em Saúde para o cidadão, considerando-se os utentes e os profissionais do CMRRC-RP. 

Imagem1.jpg

Nº de Projeto |  CENTRO-05-4842-FEDER-000021

Designação do Projeto | Expansão da Capacidade do CMRRC-RP

Objetivo | Promover a inclusão social e combater a pobreza

Localização | Tocha

Entidade Beneficiaria | Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais

 

Investimento Total | 3 443 197,88 €

Apoio Financeiro FEDER | 2 091 000,00 €

Apoio Financeiro Público Nacional | 1 352 197,88 €

 

Síntese da Operação:

A operação consiste na primeira fase do Plano de expansão e inovação do CMRRC-RP (Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro - Rovisco Pais) e assenta na requalificação e apetrechamento do maior e mais emblemático edifício do campus hospitalar (o Edifício Hansen, assim chamado por se ter mantido como Unidade Residencial de Ex-Hansenianos). O Edifício Hansen é constituído por 3 pisos que serão alvo de intervenção. A remodelação do espaço apresenta um novo programa funcional capaz de se integrar no espaço interior sem entrar em conflito com a essência do lugar. Os pisos 0 e 1 continuarão a ser reservados ao internamento de doentes e no piso-1 funcionarão os ginásios, salas de terapia e espaços de apoio. Sempre que possível será preservada a compartimentação existente, reparar-se-ão as patologias construtivas e recuperar-se-ão as fachadas e telhados.

Com uma área bruta total de 3.565m2 e área útil de 2 877,85m2, o requalificado edifício acolherá 64 camas de MFR, com uma Unidade de Investigação de Reabilitação de AVC's e uma Unidade de Investigação de Reabilitação de TCE's. A requalificação do espaço exterior envolvente à unidade de reabilitação também integra a operação. A atual organização simétrica do espaço será substituída por espaços organizados de forma a que também possam contribuir para a reabilitação dos pacientes,

Por força da posição de referência que o CMRRC-RP ocupa na rede de cuidados, pretende assumir gradualmente a resposta às necessidades de cuidados diferenciados de MFR da Região Centro, com a abertura de mais 64 camas no final do ano de 2018, de forma a atingir a lotação de 144 camas, reduzindo drasticamente a lista de espera, que atualmente se situa nos 100 doentes com um tempo médio de espera superior a 3 meses.

Imagem2.png

Designação do projeto | Eficiência energética no Edifico PSM do Rovisco Pais

Código do projeto | POSEUR-01-1203-FC-000159

Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono

Região de intervenção | Centro

Entidade beneficiária | Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro-Rovisco Pais

 

Data de aprovação | 18-04-2019

Data de início | 01-06-2018

Data de conclusão | 31-03-2022

 

Custo total elegível | 764 094,08 €

Apoio financeiro da União Europeia | 710 600,37 €

Apoio financeiro público nacional/regional | 53 493,71 €

 

Descrição do projeto | A operação será implementada no edifício do pavilhão Santana Maia (edifício B - Ambulatório), no Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro - Rovisco Pais (doravante, Edifício PSM), com vista a obter poupanças significativas em termos de consumos primário em pelo menos 30%.

Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principias drivers de consumo energético, como por exemplo a utilização de LED em toda a iluminação, aquecimento de água quente por painéis solares térmicos, isolamentos nas coberturas e paredes, troca de equipamento de produção térmica e produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo.

Nº de Projeto |  POCI-02-0550-FEDER-043989

Desiganção do Projeto | Simplificação e modernização centrada nas pessoas

Objetivo | Reforçar a capacidade institucional e uma administração pública eficiente

Localização | Tocha

Entidade Beneficiaria | Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais

 

Investimento Total | 578.935,66 €

Apoio Financeiro FEDER | 492.095,31 €

Apoio Financeiro Público Nacional | 86.840,35 €

 

Síntese da Operação:

O projeto Simplificação e modernização centrada nas pessoas visa colocar a pessoa portadora de doença/limitação funcional no centro da sua atividade, o CMRRC-RP apresenta uma proposta de operação com diferentes objetivos de menor dimensão e propõe-se à concretização atividades que vão de encontro a estes objetivos.

Assim, de forma a atingir o principal objetivo desta operação, foram definidos os seguintes objetivos:

  • Transformação da experiência da pessoa portadora de doença/limitação funcional;

  • Desmaterialização dos processos em papel dos processos clínicos praticados atualmente;

  • Aquisição de infraestruturas que permitam uma desmaterialização dos processos.

 

Com o intuito de atingir estes objetivos delinearam-se um conjunto de atividades que se apresentam em seguida:

  1. Desenho da experiência da pessoa portadora de doença/limitação funcional

  2. Desmaterialização de processos clínicos e não clínicos

  3. Aquisição de infraestrutura e sistemas de suporte para a operação

  4. Gestão da mudança

Imagem3.png

Nº de Projeto | POCI-05-5762-FSE-000106

Desiganção do Projeto | ReqDigRoviscoPais - Requalificação Digital do CMRRC-RP

Objetivo | Reforçar a capacidade institucional e uma administração pública eficiente

Localização | Tocha

Entidade Beneficiaria | Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais

 

Investimento Total | 323.790,03 €

Apoio Financeiro FSE | 275.221,53 €

Apoio Financeiro Público Nacional | 48.568,50 €

 

Síntese da Operação:

O projeto ReqDigRoviscoPais - Requalificação Digital do CMRRC-RP visa promover a melhoria da prestação do serviço aos cidadãos, atingindo maiores padrões de qualidade e agilidade do serviço público de saúde, maior eficiência na gestão dos recursos humanos, racionalização de estruturas e sua rentabilização, utilização de plataformas e sistemas integrados para uma maior eficácia na gestão do risco ciber-informático, estando alinhado com a ENESIS 2020. Deste modo o projeto tem como como principais objetivos:

  • Desmaterialização dos processos e a digitalização do acesso à informação e introdução de novas tecnologias associadas à prestação de cuidados médicos;

implementar um conjunto alargado de medidas com vista a reduzir o risco de incumprimento das regras de privacidade e proteção de dados pessoais, cumprindo com o referido Regulamento Europeu e com a Estratégia Nacional para o Ecossistema da Informação de Saúde 2020 (ENESIS2020).